Prime Dialog

Marketing Pessoal, é em sua essência: a arte de se vender! Porém, o conceito é bem mais amplo e vamos falar sobre.

Ligamos muito a ideia de Marketing Pessoal com pessoa que é sempre vista, até porque temos a metáfora: quem não é visto não é lembrado. E também ligamos à ideia de pessoa que possuem uma boa imagem pessoal, que se veste bem ou que tem uma boa oratória. Marketing Pessoal é o conjunto de estratégias, aplicadas de maneira coerente e planejada, que irão fazer com que você atribua um maior valor a sua imagem pessoal. Ou seja, é um marketing voltado para as pessoas.

Existem diversas maneiras de melhorar sua imagem e tornar-se referência no que você faz, mas tudo isso precisa ser pensado dentro de um contexto de entrega de valor para as pessoas. Os velhos conceitos de que apenas ser visto é o suficiente, não cabem mais no mundo 4.0 em que o branding é cada vez mais importante. Existem uma série de fatores que devem ser lembrados e estruturados para que você possa ter de fato o efeito esperado. Lembre-se: você é sua melhor marca! Destaco três pontos importantes para a construção da seu marketing:

1. Liderança. Uma pessoa só é bem vista profissionalmente se ela for capaz de lidar e liderar pessoas. Esta talvez seja a capacidade mais admirada: afinal, liderança está cada vez mais atrelada a inspirar as pessoas E quem consegue inspirar pessoas acaba se tornando referência para elas.

2. Resolver problemas. Uma pessoa que sabe resolver problemas acaba se destacando em qualquer lugar e com isso, sua marca fica mais evidente.

3. Pro-atividade. Mostre que você é uma pessoa que está à frente das situações negativas que podem vir a ocorrer. Tente ser proativo e pensar, o tempo todo, em soluções e formas de melhorar os processos.

Finalmente, enalteça seus pontos fortes e entregar valor as pessoas que o cercam é fundamental para o desenvolvimento do seu marketing pessoal.

Boss, e as redes sociais contribuem para o profissional melhorar seu marketing pessoal?

SIM! É muito importante saber como se portar nas redes sociais. Não estou dizendo que o profissional não deve deixar de ser ele mesmo e passar a ser apenas uma representação do seu “eu profissional” nas redes, mas, caso você queira investir no marketing pessoal de verdade e potencializar seu networking, utilize seus canais como resumo daquilo que você quer transmitir. Talvez seja melhor deixar certos tipos de postagens, conteúdos e fotos para os grupos privados do Whatsapp, não é mesmo? A dica que dou é: seguir perfis de pessoas influentes na sua área e ver como elas se comportam na internet, que tipo de conteúdos compartilham, como elas se mostram, que tipo de imagem publicam.

Uma última dica é: Torne-se referência naquilo que você é bom, compartilhe conteúdos relevantes relacionados à sua área de atuação e mantenha uma imagem real, sempre positiva e que inspire cada vez mais pessoas.